21 julho 2014

Curso do Bajzek - Turma de Intensivo!

Restam apenas duas vagas para a 14º Turma do Curso do Bajzek!


Dessa vez teremos uma turma pequena o que garante um contato muito próximo e direto do professor com os alunos.
Entre outras coisas aprenderemos a trabalhar fachadas de forma a criar profundidade, quase como se observássemos uma perspectiva verdadeira.

Utilizando artifícios como primeiro plano, plano de solo, e principalmente as sombras, conseguimos obter esse pretendido efeito de dimensão. Esse tipo de desenho, que chamo "Fachada Perspectivada", é simples e rápido de executar.
A técnica empregada aqui foi de canetas marcadores e lápis de cores.

Projeto elaborado pelo escritório do Marcos Tomanik.


38º Encontro de Urban Sketchers São Paulo - Mooca!

Neste sábado tivemos mais um encontro de Urban Sketchers no bairro da Mooca em São Paulo. Foi um encontro muito agradável, com uma temática de encher os olhos...e os cadernos! Melhor que eu ficar descrevendo como foi, assista a matéria realizada pela TV Gazeta, cuja equipe fez um belo trabalho.

Obrigado a Elizabeth Florido que junto a nós, realizou este evento marcante!

10 junho 2014

A Praça Roosevelt ainda é dos Sketchistas, ou melhor, dos Skatistas...

Neste último sábado tivemos mais um encontro de Urban Sketchers em São Paulo, na Praça Roosevelt.
Leia tudo sobre o evento neste post no blog do Urban Sketchers Brasil, e veja belas fotos daquele dia!

06 junho 2014

Curso do Bajzek em Brasília!

No final do mês de Abril, fui à Brasília para ministrar o Curso do Bajzek em sua versão intensiva, na Universidade Nacional de Brasília (UNB). Também ministrei palestras "Do Papel Carbono aos Sketchbooks - O Desenho na Vida de um Arquiteto" nesta instituição e na UNIP - Campus Brasília.
Foram 4 dias muito intensos mas muito gratificantes e enriquecedores. Aprendo muito nestes cursos e sempre fico contente de ver o desenho à mão livre sendo valorizado nas instituições de ensino de arquitetura deste país.
Aproveito para agradecer aos Prof. Luana Kallas e Prof. Juan Carlos Guillén Salas que proporcionaram a realização destes cursos e tão bem me receberam em Brasilia.
Um grande agradecimento também a todos os participantes do curso e das palestras!

Alunos avaliando o resultado da primeira manhã - a planta baixa valorizada, onde já aplicam a técnica de marcadores e lápis de cores.

Alguns desenhos reunidos...esse é o exercício de perspectiva com 01 ponto de fuga, focado principalmente na valorização gráfica
Alunos desenhando no campus da UNB na aula de Urban Sketching

Desenho de observação!
Sob forte chuva, arrumamos um cantinho na capelinha do Niemeyer. Espremidos.

Apesar da chuva da última tarde, trabalhamos até o final.
Palestra "O Desenho na Vida de um Arquiteto", ministrada na UNIP

Falando sobre como o Desenho movimentou e determinou toda a minha vida profissional (e pessoal)

Do Papel Carbono aos Sketchbooks, na UNB.
Turma  reunida ao final do curso

Belo grupo...foi demais.

5º Simpósio Internacional de Urban Sketching em Paraty





 Caros, as inscrições continuam, e já temos mais de 170 inscritos no simpósio, sendo cerca de 90 brasileiros!

Visitem o site do evento e garanta sua vaga nos melhores workshops.

Não perca a chance de desenhar junto com essa galera e aprender com alguns dos melhores instrutores do mundo todo nessa área!

Qualquer dúvida deixe seu comentário por aqui.




07 março 2014

Curso do Bajzek na Universidade de Brasilia - UNB

Fiquei muito contente em receber o convite para levar meu curso para a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UnB!
Estive lá em julho de 1994, segundo ano da faculdade, no ENEA (Encontro Nacional de Estudantes de Arquitetura). Assisti de lá o Brasil se tornar tetracampeão e me encantei com a arquitetura do grande Oscar. Voltar depois de 20 anos, para compartilhar minha paixão pelo desenho será um muito gratificante. 
O curso será aberto para estudantes da faculdade e para o público em geral. 
Maiores informações com a Luana Kallas, que vem cuidando disso com muito carinho.
luanakallas@unb.br




08 fevereiro 2014

Avenida Paulista Aérea

No final do ano passado fiz um desenho bem complexo para a Brookfield, através da Archote Propaganda: elaborar uma vista aérea da Avenida Paulista, utilizando fotografias e mapas como referência. Levando em conta a diretriz do cliente de mostrar diversos edifícios e locais importantes na região tive que distorcer um pouco a realidade, expandindo a largura da avenida, e encurtando distâncias.
Fiz primeiro um desenho à lápis, o qual enviei à agência para avaliação. Depois de passado a nanquim, iniciei a colorização com canetas marcadores, tentando limitar a paleta (basicamente cinzas variados, poucos verdes (incluindo o meu preferido celadon green para vidros), e um pouco de azul, além das colunas vermelhas do MASP).
O desenho foi publicado na Folha de São Paulo.


03 fevereiro 2014

Programa de Bolsas de Participação - 5º Simpósio Internacional de Urban Sketching

O 5º Simpósio Internacional de Urban Sketching será realizado no Brasil, em Paraty!!
Sim, depois de Portland, Lisboa, Santo Domingo e Barcelona, iremos receber este que é um dos maiores acontecimentos envolvendo a arte do desenho de locação, na atualidade.
Concorremos com outras 09 cidades do mundo todo, e Paraty foi escolhida pelo seu charme, patrimônio artístico e cultural, beleza e infraestrutura, que garantirão um excelente cenário para os mais de cem desenhistas que certamente ocuparão as ruas dessa cidade.

É igualmente com grande prazer que anunciamos nosso Programa de Bolsas de Participação neste simpósio, destinado a brasileiros e moradores da cidade de Paraty! 

Para participar, leia o regulamento no link http://goo.gl/6nu3pI

São Paulo 460 anos, atrasado...

Há alguns anos eu fiz um desenho do Edificio Martinelli, descrito neste post.
Esse desenho hoje encontra-se emoldurado e pendurado em um das paredes da minha casa.
Na semana passada foi destaque em uma publicidade feita no jornal O Estado de São Paulo, no dia 25 de janeiro, aniversário da cidade.
Foi bacana vê-lo assim, grandão, ocupando a extensão da página. Fiquei muito feliz!

24 janeiro 2014

Sobre desenho de locação - en plein air

Eu estava fazendo um desenho no topo da Pedra Bonita, quando me veio um pensamento, elaborado e anotado posteriormente em meu caderninho de notas, que venho mantendo em algumas expedições de desenho.
Pensei que não existe sketch perfeito (após cometer um erro) e sim o momento perfeito. Aquela situação ideal (local, comodidade e material adequados), com o tema perfeito. Há sempre, ou quase sempre, um imprevisto. Neste caso era o vento muito forte que sacudia meu caderno, o qual tinha que segurar com força. Havia também a preocupação de me queimar com o sol forte nas minhas costas e que refletia na rocha por todos os lados. Os markers reagiram um pouco diferente no papel novo (acabara de trocar de sketchbook).
Enfim, erros são cometidos, coisas imprevistas acontecem mas segue-se em frente. No final, valerá a experiência, mais que aquele sketch, e o conjunto da sua produção, é muito mais relevante que um sketch em particular.

















Para ilustrar isso, coloco aqui uma página do meu primeiro sketchbook, de 2005.
Duas igrejas em duas situações diferentes - a da esquerda foi feita 'outdoors', em pé, em um congelante dia na Suiça....eu tirei as minhas luvas para fazer esse desenho, mas minha mão foi ficando dura e chegava a doer, de tanto frio. Eu acelerei com o desenho para ir embora dali o mais rápido possível.
A da direita foi feito alguns dias depois, em Zurich, dessa vez devidamente sentado e protegido do frio...
Qual desenho é melhor? O da direita, na minha opinião.
Mas qual tem mais valor intrinseco para mim?
Os dois, igualmente.

É, era para ter uma melhor conclusão colocando esses dois desenhos, mas valeu assim mesmo.